http://diocesejuazeiroba.blogspot.com.br/2013/06/diocese-de-juazeiro-bahia.html
http://diocesejuazeiroba.blogspot.com.br/2013/09/o-bispo.html
http://diocesejuazeiroba.blogspot.com.br/2014/05/convite-inauguracao-da-catedral-e.html
#
#

terça-feira, 25 de abril de 2017

4º ANO DA HORA DA GRAÇA SERÁ CELEBRADO NESTE SÁBADO (29)



“O Senhor fez em mim maravilhas”. Com esse tema, a Catedral-Santuário Nossa Senhora das Grotas, se prepara para celebrar no próximo sábado, dia 29 de abril, o VI Ano da Hora da Graça, na Cidade de Juazeiro-BA. O momento de fé para os católicos acontecerá na casa de Eventos Via Show às 19h30.

A Hora da Graça acontece todas as quintas-feiras na Catedral Diocesana, quando a comunidade se reúne para adorar Jesus no Santíssimo Sacramento, ao meio-dia, momento onde as pessoas podem ouvir a palavra de Deus e expressar a sua fé na presença real de Cristo na Eucaristia.

No evento do próximo sábado (29), cada participante é convidado a levar 1 kg de alimento não perecível. Todo o material será distribuído para duas instituições sociais do Município.

Segundo o Pároco da Catedral, Pe. Josemar Mota, a Hora da Graça tem levado muitos jovens e adultos a experimentar a misericórdia de Deus. “É agradecendo pela presença do Senhor entre nós, que ele nos abençoa e nos fortalece na missão de sermos testemunhas do seu amor e da sua misericórdia junto aos irmãos, principalmente os pobres e abandonados”, ressalta.

Texto: Ricardo Sousa (Pascom Catedral)

segunda-feira, 24 de abril de 2017

FESTA DA VIDA PROMOVE SOLIDARIEDADE EM JUAZEIRO

Fraternidade, alegria e muita vontade de trabalhar por um mundo mais solidário. Essas são algumas palavras que podem descrever um pouco do que foi a Festa da Vida, promovida neste domingo (23) pela Diocese de Juazeiro para dar visibilidade aos trabalhos desenvolvidos pelas Pastorais sociais da Igreja na defesa dos mais pobres.


A programação do evento começou às 9h com a Celebração Eucarística do Domingo da Misericórdia, na Catedral Santuário N. Sra. das Grotas, presidida pelo Bispo Dom Beto Breis. Com a igreja lotada, muita gente teve que participar da Missa do lado de fora da Catedral.

Quem costuma frequentar a comunidade observou vários rostos novos ou reencontrou faces bem conhecidas. Eram os membros das pastorais sociais e de comunidades das várias cidades da Diocese que vieram marcar presença e representar seus trabalhos na Festa.

Após a celebração, todos foram para a Praça da Catedral, onde estavam montadas tendas com os trabalhos das pastorais sociais, como a Pastoral da Mulher, da Criança, da Pessoa Idosa e Carcerária. Também estavam presentes outras obras sociais da Diocese e das Paróquias e entidades parceiras como o Irpaa Semiárido e a Biblioteca Dom José Rodrigues, da UNEB.

No palco principal, no centro da praça, os participantes puderam conferir manifestações culturais e artísticas como a Roda de São Gonçalo, Hip Hop, teatro e apresentações musicais. A programação seguiu até as 15h, inclusive com um almoço partilhado ao meio-dia.

Para Lourdete Lopes, membro da Pastoral Carcerária e da Pessoa idosa, a Festa da Vida foi uma oportunidade de despertar o interesse das pessoas pelo serviço aos mais necessitados. “Todos saíram daqui alegres, satisfeitos, e espero que agora mais pessoas vão querer se integrar nas pastorais. Que surjam novos membros a partir dessa festa”.


Um dos trabalhos apresentados foi o desenvolvido pelo Centro de Terapias naturais da congregação das Irmãs Luizinhas, coordenado pela Irmã Teresa de Jesus, no bairro João Paulo II em Juazeiro. “Trouxemos bolo integral, pão integral, remédios como xaropes e essências para massagens... Trabalhamos para aliviar o sofrimento das pessoas. E o sentimento que fica é de alegria. Espero que ano que vem estejamos aqui de novo na segunda Festa da Vida”, falou.



Texto: Mirrail Menezes
Fotos: Juliana Magalhães (CPT)

quinta-feira, 20 de abril de 2017

ORDENAÇÃO PRESBITERAL DO DIÁCONO DIEGO MONTEIRO SERÁ NESTA SEXTA (21)

Será na manhã desta sexta-feira (21) a Ordenação Presbiteral do Diácono Cícero Diego Monteiro. A Celebração Eucarística de Ordenação será realizada a partir das 10h na Igreja matriz da Paróquia Nossa Senhora Aparecida, no bairro João Paulo II, em Juazeiro. A cerimônia será presidida pelo Bispo diocesano Dom Beto Breis. 



A Ordenação sacerdotal é o momento em que, após cerca de oito anos de formação, o candidato ao sacerdócio se torna padre. No caso de Diego, a formação começou em Juazeiro e passou por seis anos em Feira de Santana, onde, como seminarista, se dedicou a etapas de formação humana, espiritual, pastoral e acadêmica através dos cursos de Filosofia e Teologia.

No momento, o Diácono Diego Monteiro trabalha na Paróquia Nossa Senhora Aparecida, com sede no bairro João Paulo II (Juazeiro 8), e acompanha o Setor Juventude diocesano e a Pastoral Familiar. Após ser ordenado padre, o neosacerdote seguirá seus trabalhos na paróquia, mas agora podendo celebrar missas, realizar confissões e outros sacramentos reservados aos presbíteros.

A primeira missa do novo padre está marcada para o próximo domingo (23), às 19h30, também na Igreja Matriz de N. Sra. Aparecida. Todos são convidados a se fazerem presentes nesses momentos importantes em que nossa Igreja local ganhará mais um padre para o serviço do Povo de Deus.

Texto: Mirrail Menezes

quarta-feira, 19 de abril de 2017

FESTA DA VIDA TERÁ APRESENTAÇÕES MUSICAIS E CULTURAIS

A praça da Catedral de Juazeiro vai se transformar em um palco da cultura popular no próximo domingo (23). A Festa da Vida, que tem como objetivo integrar e divulgar o trabalho das Pastorais Sociais diocesanas, contará com uma programação diversa. Artistas e grupos culturais tradicionais do Vale do São Francisco irão participar do momento de partilha de experiências e confraternização.
Roda de São Gonçado da comunidade de fundo de pasto de Areia Grande (Casa Nova) estará presente na Festa


A missa na Catedral Nossa Senhora das Grotas, às 9 horas, dará início à Festa da Vida. Após a celebração, quem estiver na praça da Catedral vai poder conferir as ações das Pastorais Sociais e de outros grupos da Diocese de Juazeiro que atuam na defesa e promoção da vida, nas tendas que estarão expostas no local.

Durante o dia, até às 15h, a Festa da Vida será animada por apresentações culturais. Os cantores e compositores Roberto Malvezzi (Gogó) e Nilton Freitas, o São Gonçalo do fundo de pasto de Areia Grande (Casa Nova), o Samba de Veio da Itamotinga (Juazeiro) e a Marujada (Curaçá) estão confirmados na programação do evento.

A Festa da Vida contará ainda com apresentações de Hip Hop, cordel, aboios, poesias e a peça teatral “Biomas Brasileiros”, encenada por jovens do município de Pilão Arcado. Os participantes da Festa também poderão adquirir produtos da agricultura familiar, como doces, geleias, biscoitos, remédios caseiros e artesanato, que estarão à venda no local.


Festa da Vida

A Festa da Vida é organizada pela Diocese de Juazeiro e tem como objetivo fortalecer as pastorais e grupos da Igreja que estão a serviço dos pobres e do cuidado com a natureza e aproximá-los da sociedade. Atualmente, a Diocese de Juazeiro conta com sete Pastorais Sociais: Pastoral da Mulher, Comissão Pastoral da Terra, Conselho Pastoral dos Pescadores, Pastoral da Criança, Pastoral Carcerária, Pastoral da Pessoa Idosa e Pastoral da Sobriedade (em fase de criação). 

Texto: Comunicação CPT Juazeiro (por Juliana Magalhães)

VATICANO CONFIRMA CARTA DO PAPA A TEMER COM APELO PELOS POBRES DO BRASIL

O Vaticano confirmou a informação de que o Papa Francisco enviou uma carta privada ao presidente Michel Temer, com um apelo pelos pobres do Brasil. A notícia, e parte do conteúdo da correspondência, vinham sendo divulgados por alguns meios de comunicação brasileiros desde segunda-feira (17). Mas somente na noite desta terça (18) a Santa Sé confirmou o envio.



De acordo com o Vaticano, a carta foi enviada “dias atrás” em caráter privado. Trata-se de uma resposta do papa a uma missiva de Temer, na qual o presidente convidava Francisco a visitar o Brasil em outubro deste ano por ocasião dos 300 anos do achado de N. Sra. Aparecida.

Na correspondência, Francisco ressaltou ao presidente a necessidade de “trabalhar pela promoção dos mais pobres”. Disse também que infelizmente não poderia vir ao Brasil neste ano “porque outros compromissos não lhe permitiam”.

Trechos divulgados

Alguns meios de comunicação brasileiros, entre eles o blog do jornalista Gerson Camaritti, da Globo News, divulgaram alguns trechos da carta que não foram desmentidos pelo Governo Federal. Num deles, Francisco fala da crise no Brasil.

"Sei bem que a crise que o país enfrenta não é de simples solução, uma vez que tem raízes sócio-político-econômicas, e não corresponde à Igreja nem ao Papa dar uma receita concreta para resolver algo tão complexo", escreveu. 

Entretanto, Francisco não se esquivou de fazer uma reflexão sobre a situação social do país. "Porém não posso deixar de pensar em tantas pessoas, sobretudo nos mais pobres, que muitas vezes se veem completamente abandonados e costumam ser aqueles que pagam o preço mais amargo e dilacerante de algumas soluções fáceis e superficiais para crises que vão muito além da esfera meramente financeira".

O Papa também citou a primeira exortação apostólica que ele escreveu, intitulada “A Alegria do Evangelho”. No texto aos católicos, o Francisco afirmou que "não podemos mais confiar nas forças cegas e na mão invisível do mercado" e lembrou que o crescimento equitativo exige algo mais do que o crescimento econômico.

Analistas ressaltam que o texto surge em um momento em que o governo Temer tenta aprovar reformas econômicas para garantir a confiança do mercado econômico, mas que deixam preocupados movimentos sociais e, inclusive, a CNBB.

Contudo, na carta o Papa evitou tomar posição partidária. Segundo o comunicado oficial do Vaticano, a reflexão do papa sobre os problemas sociais do Brasil surgiram porque “próprio Presidente Temer em sua carta fazia referência a seu compromisso no combate aos problemas sociais do país”. 

Na correspondência, Francisco teria recordado ainda que reza pelo Brasil, e – segundo meios de comunicação brasileiros – lembrou a oração feita diante de um monumento dedicado à N. Sra. Aparecida, inaugurado no ano passado no Vaticano. Na ocasião o papa disse que o Brasil passava por um “momento triste”.  

Contra a corrupção e a violência

No último domingo (16), em pronunciamento na Bênção Urbi et Orbi, em Roma, o Papa fez uma oração especial pelos países da América Latina. Pediu o fim das “tensões políticas e sociais que, nalguns casos, desembocaram em violência. Que seja possível construir pontes de diálogo, perseverando na luta contra o flagelo da corrupção e na busca de soluções pacíficas viáveis para as controvérsias, para o progresso e a consolidação das instituições democráticas, no pleno respeito pelo estado de direito”.


Texto: Mirrail Menezes (com informações da Rádio Vaticano)

RELIGIOSAS E RELIGIOSOS PARTICIPAM ENCONTRO EM JUAZEIRO

Na manhã desta terça-feira (18), religiosas e religiosos da Diocese participaram de um encontro de oração, convivência e partilha na casa das Irmãs Luisinhas, no bairro João Paulo II em Juazeiro. O clima da reunião foi de festa, devido ao tempo Pascal, em que os cristãos comemoram a Ressurreição de Jesus e sua vitória sobre o pecado e a morte. Dom Beto Breis, bispo diocesano de Juazeiro, esteve presente nessa manhã celebrativa.


“Os religiosos seguem a Cristo não para anunciarem o Evangelho, senão anunciam o Evangelho porque seguem a Cristo” (Beato Paulo VI). "Que seja sempre verdade aquilo que eu disse uma vez: “Onde estão os religiosos, há alegria”. (Papa Francisco). Essas duas citações foram usadas por Dom Beto para descrever o encontro e a missão dos religiosos em sua página numa rede social.

Aniversário

Por falar em religiosas, hoje (19) é o aniversário da Ir. Catharina Andolphato (foto abaixo),  ontem presente no encontro em Juazeiro. Ela faz parte da Congregação das Irmãs de São José de Chambery, presente na cidade de Remanso/BA, e hoje completa 87 anos de idade. Parabéns irmã! 






Texto: Mirrail Menezes
Fotos: Arquivo pessoal de Dom Beto Breis

quinta-feira, 13 de abril de 2017

MISSA DO LAVA-PÉS NO PRESÍDIO DE JUAZEIRO: A PÁSCOA É PARA TODOS

A Pastoral Carcerária de Juazeiro realizou nesta quarta-feira (12) a missa do Lava-pés no Conjunto Penal da cidade. Ao todo foram três celebrações, nas alas masculinas e feminina, realizadas pelo Bispo Dom Beto Breis, acompanhado pelos Padres José Severino e Cleiton, Capelão do 72º BIMtz (Batalhão de Infantaria Motorizado) de Petrolina.



“O Conjunto Penal de Juazeiro aprisiona mais de 800 homens. Celebramos a Eucaristia nos pavilhões A e B com significativa participação de detentos. Louvamos ao Senhor pela perseverante dedicação a esses nossos irmãos por parte da Pastoral Carcerária de nossa Diocese”, comentou Dom Beto.

Durante as celebrações, o Bispo repetiu o gesto realizado por Jesus na última ceia com seus apóstolos, lavando o pé direito de 12 encarcerados. A atitude destaca um dos pontos mais importantes do cristianismo: o serviço e a humildade.

Segundo Dom Beto, Jesus antecipou com esse gesto sua capacidade de ir até o extremo do serviço, que é a doação de sua vida. As celebrações contaram com a presença e o apoio dos agentes da pastoral Carcerária, funcionários do Conjunto Penal, e os encarcerados.



O Papa Francisco nesta quinta-feira santa (13) também celebrou o Lava-pés em um presídio da cidade de Roma, sua Diocese. “Às vezes, uma certa hipocrisia leva as pessoas a considerar os presos apenas como malfeitores, para quem a prisão é a única resposta. Não pensam na possibilidade de que as pessoas podem mudar suas vidas. Mas, desta maneira, esquecemos que somos todos pecadores e muitas vezes, sem estar conscientes disso, nós também somos prisioneiros”, disse o papa.

Enfim, como diria Jesus, a páscoa não é para os sãos, mas para quem precisa de médico (cf. Mt 9,12). Em bom português: é para todos!




Texto: Bruna Rafaela (Pastoral Carcerária) e Mirrail Menezes (Pascom diocesana)
Fotos: Pastoral Carcerária

 

Assine a nosso Email

Contate o nosso Email:

pascom.diocesejuazeiroba@gmail.com

Tema Campanha da Fraternidade 2017

"Biomas brasileiros e defesa da vida."