domingo, 1 de setembro de 2013

Nossa Senhora das Grotas

Nossa Senhora das Grotas


         A evangelização na região São Franciscana, Iniciou – se por volta de 1700, devido à visita pastoral do Arcebispo D. João Franco de Oliveira, no ano de 1694, promovendo as criações das Missões, e, dentre elas, a Missão da Passagem de Juazeiro. Em decorrência desse interesse da catequese dos indígenas, instalou-se então a Passagem do Juazeiro, uma Missão de Franciscanos, que aldeiou, em 1706, os Índios Tamaquins, também, chamados Tanaquéus, e os Maçacarás.
Ainda em 1706, Um índio encontrou nas grotas do rio São Francisco, uma bela imagem de uma Santa. Grota essa, situada em Juazeiro Velho, onde hoje é a Rua XV de novembro, antigamente o inicio do bairro São Geraldo em Juazeiro. O índio ficou tão espantado, pois nunca tinha visto coisa parecida. Com todo respeito tomou a imagem nos braços e que logo encontrou um vaqueiro que, se mostrou confuso diante daquela situação. Levaram a imagem da santa para mostrar a um franciscano, que explicou todo o mistério daquela peça trabalhada em madeira. Anos antes, a missão franciscana tinha erguido um convento e uma igreja de alvenaria, localizada hoje onde está situada a praça do boi, em Juazeiro. Pelo fato de ter sido encontrada em uma grota, foi batizada com o título de Senhora das Grotas, pela aquela pequena comunidade. A notícia espalhou-se por toda a vizinhança e vários fiéis vinham visitar e conhecer a Santa.
A Paróquia Nossa Senhora das Grotas, foi fundada em 26 de março de 1840, pertencendo diretamente à Arquidiocese de São Salvador – Bahia, até o ano de 1913, quando foi criada, a Diocese da Barra, sendo inaugurada em 22 de novembro de 1915. Sendo Primeiro Vigário da Paróquia de Juazeiro, o Padre Caetano de Araujo Mato Grosso, que dedicou a sua vida à Paróquia, porque foi nomeado Vigário em caráter perpétuo e empossado a 24 de agosto de 1841, permanecendo a serviço de Deus e da Santíssima Virgem durante 44 anos, falecendo no dia 15 de outubro de 1885, em um prédio na Rua Visconde do Rio Branco na Vila de Juazeiro.
A Imagem da Virgem Senhora das Grotas, ficava hospedada na Casa de Passagem da Vila, durante todo esse tempo, até que então foi criada a primeira Igreja Matriz, onde em 1833 já a existia, na Vila também chamada de Nossa Senhora das Grotas do Joaseiro, que deu origem à atual sede do município, sucessivamente, tornando-se a Padroeira da Cidade de Juazeiro Bahia.
A Segunda Igreja Matriz, foi ainda construída por Pe. Caetano, com muitos esforços para concluir a obra que iniciou em 1854, quando foi assentada a pedra principal da construção do novo templo. Faltavam, então, apenas 23 anos, para o desabamento da Primeira Igreja Matriz de Nossa Senhora das Grotas de Juazeiro, ocorrido em 1887.
Assim, foi inaugurada em 1868 por Pe. Caetano de Araujo Mato Grosso, vale salientar-se que quatorze anos depois de iniciada, e ainda incompleta a segunda Igreja de Nossa Senhora das Grotas, da Vila de Juazeiro. A população da Vila de Juazeiro embora muito pobre, todos continuava oferecendo suas contribuições e os trabalhos se arrastando lentamente. Dez anos mais tarde, em 1878, foram concluídos os altares da nova Igreja que, a 8 de setembro daquele ano, era festivamente reinaugurada, feliz o Pe Mato Grosso por haver atingido a grande meta de sua vida.
Por volta do ano de 1954, foi reformada antiga igreja matriz de Nossa Senhora das Grotas, para a comemoração do Ano da Graça – 1956, onde a comemorou os 150 Anos do surgimento da Virgem Senhora das Grotas.
Em 1962, a Segunda Igreja Matriz, passou por reformas para a implantação da Diocese, tornando-se Igreja Mãe da Diocese de Juazeiro. A cidade festejou com o maior júbilo em 10 de fevereiro de 1963, a solene instalação da Diocese e a posse do seu primeiro bispo, em atos presididos pelo Excelentíssimo Senhor Bispo Diocesano da Barra do Rio Grande - D. João Batista Muniz, da Congregação do Santíssimo Redentor, e delegado do Excelentíssimo Senhor Núncio Apostólico - D. Armando Lombardi.
            

       Em sua festa, a procissão de Nossa Senhora das Grotas, leva em torno de 40 a 50 mil fieis, as ruas de Juazeiro Bahia no dia 08 de Setembro.  Em 2012, A Diocese de Juazeiro, comemorou o seu Jubileu de Ouro (50 anos de fundação), tendo como tema “50 anos de Missão a Serviço da Vida” e o lema “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida” foi um momento festivo, mas também de reflexão, de oração e de missão, contando momentos solenes, como a edição da bíblia comemorativa do Jubileu, a peregrinação da imagem da Padroeira passando por todas as paróquias e a participação de todos os Bispos do Regional Nordeste III (NE 3) e do Núncio Apostólico, durante a abertura do novenário da Padroeira de 2011. Sendo um ano missionário e vocacional. Hoje a Paróquia da Catedral Diocesana Nossa Senhora das Grotas, é composta por mais de 30 comunidades na sede e no interior de Juazeiro, Contendo diversas pastorais e movimentos, abrangendo 100.000 habitantes, tendo como as principais festividades a Páscoa, Pentecoste, Festa da Padroeira e Natal. A Imagem de Nossa Senhora das Grotas completará 310 anos de veneração, em 2016 e ainda é venerada com muito amor, respeito e devoção, permanecendo no altar-mor da Catedral em ótimo estado de conservação.

 

Assine a nosso Email

Contate o nosso Email:

pascom.diocesejuazeiroba@gmail.com

Tema Campanha da Fraternidade 2017

"Biomas brasileiros e defesa da vida."