domingo, 23 de novembro de 2014

SEMINARISTAS DA DIOCESE PARTICIPAM DE ENCONTRO COM NÚNCIO


Os seminaristas e dois padres da Diocese de Juazeiro participaram neste sábado (22) de um encontro com o representante do Papa Francisco no Brasil, o Núncio Apostólico Dom Giovanni d'Aniello. O encontro aconteceu em Feira de Santana.


Antes de falar aos bispos, padres e seminaristas de várias Dioceses da região, que também participavam do evento, o Núncio visitou os seminários que ficam em Feira de Santana, entre eles o da nossa Diocese, e a casa das irmãs Clarissas.

Depois aconteceu um momento de conversa onde o Núncio "falou com o coração" aos bispos, padres e seminaristas presentes. Em sua fala Dom Giovanni pediu ardor missionário e coerência aos que buscam a vocação de ser padres. Mas também lembrou aos que já são sacerdotes ou bispos que a busca de coerência e a formação devem ser todos os dias.

"Só se pode salvar as almas de joelhos dobrados em oração", ressaltou o representante do Papa, pedindo aos seminaristas e padres que sejam perseverantes na oração, particularmente na Liturgia das Horas (Breviário) e devoção do Terço. " É nessas coisas simples que alimentamos nosso espírito. Toda ação sem oração não vale nada, repito sem medo: não vale nada, pois não converte os corações".

Marcante também foi a fala sobre a importância de os pastores serem próximos às pessoas, ao povo de Deus, sobretudo de quem sofre. "Os doentes, os pobres, os presos esperam por nós. Servir é o sentido do nosso sacerdócio. As pessoas não querem só belas catedrais, nem mesmo só ações sociais (que são importantes). O que as pessoas mais querem é Jesus, é o Evangelho. E nossa missão é exatamente essa: dar Jesus às pessoas".

Depois da sua fala o Núncio surpreendeu a todos (inclusive os Bispos) abrindo o momento para perguntas. "Eu não quero só falar, quero ouvir vocês, o que pensam, como sentem a comunidade cristã na nossa Província".

Perguntado por um seminarista sobre como aumentar o número de vocações sacerdotais o Núncio encorajou os padres a mostrarem aos jovens a alegria de seguir a Jesus no sacerdócio. "Os jovens precisam ver os padres na rua trabalhando, conhecer os padres, ver que eles são felizes, ver o bem que eles fazem... Ainda criança eu quis ser padre porque vi um Bispo que olhou para mim com amor e me abençoou. As pessoas precisam mais disso, desse contato, desse amor, de autenticidade. Dessa forma surgirão sempre novas e boas vocações", finalizou.

Representando a nossa Diocese estavam os padres Raimundo Jorge (reitor do Seminário maior de teologia) e José Erimatéia (Paróquia de Uauá) e os seminaristas Jodean, Antônio, Karlos Lory, Diego, Mirrail e Benedito.









PASCOM - Pastoral da Comunicação
Diocese de Juazeiro Bahia

 

Assine a nosso Email

Contate o nosso Email:

pascom.diocesejuazeiroba@gmail.com

Tema Campanha da Fraternidade 2017

"Biomas brasileiros e defesa da vida."