sexta-feira, 26 de junho de 2015

COMUNIDADES DE CAMPO ALEGRE DE LOURDES, EM ROMARIA, DIZEM NÃO À MINERAÇÃO E TODO TIPO DE DEGRADAÇÃO DA VIDA


A Romaria que é organizada pela Paróquia Nossa Senhora de Lourdes e o Fórum das Entidades Populares teve a abertura na comunidade de Velame com a reflexão feita por Ruben Siqueira da CPT que deu ênfase ao sentido da Romaria ressaltando a última Encíclica do Papa Francisco que trata da Ecologia Integral dando enfoque a todas as dimensões da Vida de forma articulada: Meio Ambiente, Economia, Política, etc.


Representantes das comunidades rurais e da cidade de diversos grupos e organizações populares fizeram a tradicional caminhada de dois quilômetros em direção ao Morro do Tuiuiu, símbolo sagrado e de resistência das comunidades. Desta vez foi intercalada com uma parada para reflexão onde um animador da Comunidade de Carolino e integrante do Fórum das Entidades Populares, Sr. Valdemar, ressaltou as diversas formas de degradação da vida em Campo Alegre de Lourdes, os impactos que a mineração e o desmatamento vem causando à saúde das pessoas e ao Meio Ambiente e o convite para um compromisso maior em defesa dessas causas, clamando: ”não queremos Mineração, pois para nós basta a saúde e a paz; não à poluição, não queremos perguntar um dia cadê o nosso morro, a mineração comeu. Os campo-alegrenses dizem não à destruição... “

Continuando a caminhada com cantos alusivos à reflexão em Defesa da Natureza, os romeiros e as romeiras chegaram com muita alegria ao Morro de Tuiuiu sendo recebidos com o canto “Oi que prazer que alegria o nosso encontro de irmãos é como um banho perfumado gostosa é nossa união.”

A Romaria foi dada prosseguimento com a Missa presidida pelo pároco Pe. Bernardo Hanke, que fez diversas exortações ao compromisso em Defesa da Vida contra a sanha devoradora e cega de quem quer apoderar do solo, das águas, dos territórios das comunidades e da vida em nome do progresso e em favor do lucro.

Padre Bernardo agradeceu a todas as pessoas que contribuíram com dedicação no Mutirão para a realização da Romaria.

Com a apresentação dos padroeiros, poemas e leitura das faixas e cartazes que as comunidades trouxeram com seus gritos de denúncia, de compromisso e de esperança a Romaria foi concluída.

A Romaria em Defesa da Vida é um momento de oração, de denúncia, de animação e de compromisso pela preservação da Vida do Morro, do Povo, do Planeta. É um compromisso cristão e cidadão.

Texto e Fotos: Comissão Pastoral da Terra (CPT)

 

Assine a nosso Email

Contate o nosso Email:

pascom.diocesejuazeiroba@gmail.com

Tema Campanha da Fraternidade 2017

"Biomas brasileiros e defesa da vida."