domingo, 14 de junho de 2015

Papa Francisco: o amor de Deus faz crescer a semente do bem e da paz



“A semente do bem e da paz brota e cresce, porque a faz amadurecer o amor misericordioso de Deus”: foi o que recordou o Papa Francisco nas suas palavras antes de rezar com os fiéis reunidos na Praça São Pedro a Oração do Angelus. O Santo Padre comentou que o Evangelho de hoje tem duas parábolas muito curtas: o da semente que germina e cresce por si mesma, e a do grão de mostarda. Através destas imagens do mundo rural, - disse o Papa - Jesus apresenta a eficácia da Palavra de Deus e as exigências do seu Reino, mostrando as razões da nossa esperança e do nosso compromisso na história.

Nesta ótica, sublinhou: “o nosso fraco trabalho, aparentemente pequeno, diante da complexidade dos problemas do mundo, se inserido na obra de Deus não tem medo das dificuldades”, porque a “vitória do Senhor é certa: o seu amor fará brotar e crescer cada semente de bem presente na terra”.

Isso – exortou - nos abre à confiança e ao otimismo, apesar dos dramas, injustiças e sofrimentos que nos deparamos. “Rezemos tanto que venha o Teu Reino, é ele que o faz crescer”, explicou recordando que a semente é “a Palavra de Deus, Palavra criadora, destinada a se tornar o grão cheio na espiga”.

“Esta Palavra se for acolhida, dá certamente os seus frutos, porque o próprio Deus a faz germinar e a amadurecer através de caminhos que nem sempre podemos verificar, e de uma forma que não sabemos”. Tudo isso nos faz entender que é sempre Deus que faz crescer o seu Reino, o homem é o seu humilde colaborador, que contempla e se alegra pela ação criadora divina e espera pacientemente pelos frutos.

“Gostaria de recordar a todos vocês mais uma vez – disse o Papa concluindo -, a importância de ter o Evangelho, a Bíblia ao alcance da mão, um Evangelho pequeno no bolso, na bolsa, e ler todos os dias: é esta a força que faz germinar”.

 

Assine a nosso Email

Contate o nosso Email:

pascom.diocesejuazeiroba@gmail.com

Tema Campanha da Fraternidade 2017

"Biomas brasileiros e defesa da vida."