quinta-feira, 30 de julho de 2015

Remanso comemora o dia das trabalhadoras e trabalhadores Rurais



Ao som da sanfona, trabalhadoras e trabalhadores rurais de Remanso deram início a 20ª Comemoração Nacional dos Trabalhadores/as Rurais, que este ano contou com o tema: “Políticas públicas que ajudamos a construir”. O festejo começou na manhã da última sexta-feira (24), com caminhada saindo da sede do Sindicado dos Trabalhadores Rurais (STR) até o Centro Social da cidade, que sediou a seminário temático.


A mesa do seminário, “Políticas públicas que ajudamos a construir”, foi composta por Padre José Benedito Rosa pároco de Remanso; Beronice Ferreira da Silva, conhecida como Beró, presidente do STR; Domingos Gomes, representante da Comissão Pastoral da Terra (CPT), Risoneide Gomes, representante do Conselho Pastoral de pescadores/as (CPP), Rose Barbosa, representando o Serviço de Assessoria a Organizações Populares Rurais (Sasop); Cícero Félix, representante do Instituto Regional da Pequena Agropecuária Apropriada (Irpaa) e Naidson Baptista, representante da Articulação Semiárido Brasileiro (Asa).

A CPT, através de Domingos, falou sobre a atual luta das comunidades de Fundo de Pasto de Remanso em defesa da terra e de seus territórios tradicionais e da necessidade de envolver as/os jovens nessa luta popular. Ele ainda destacou a importância da terra cumprir sua função social, que é garantir a subsistência do homem e de sua família que nela moram. “A terra cercada sem produzir alimento não está desenvolvendo seu papel social”, afirma Domingos. Risoneide Gomes, representante da CPP, apresentou a campanha Nacional pela Regularização dos Territórios das Comunidades Tradicionais pesqueiro, as ameaças que a pesca artesanal vêm sofrendo diante dos grandes projetos e empresas, como mineradoras, da energia eólica, piscicultura, além de abordar a contribuição da pesca artesanal na luta pela soberania alimentar.

A pedagoga Rose Barbosa, expôs o trabalho que o Sasop está desenvolvendo com as famílias rurais em Remanso. Também abordou a necessidade de envolver os/as jovens no dia a dia da comunidade, para garantir sua permanência nas comunidades rurais. O Coordenar Geral do Irpaa, Cicero Felix, junto ao Articulador municipal Agostinho Ferreira, falaram da inclusão produtiva no Plano Brasil Sem Miséria, através do projeto Ater, que é gestado pelo Irpaa no município. Cícero pontuou ainda a necessidade dos/as agricultores/as compreenderem que a imagem de um Brasil em crise que a grande mídia persiste em mostrar não é real. “É verdade que temos problemas, mas com nossas lutas conseguiremos mudar muita coisa”, afirmou.

O representante da Asa, Naidson Baptista, fez uma analise da conjuntura política atual no Brasil, abordando que no país existem dois modelos de desenvolvimento, o lado da concentração para poucos e outro lado buscando compartilhar. Ele ressalta ainda que nos últimos anos o “processo da partilha começou a caminhar” e complementa ainda falando que “o Brasil de hoje não é o Brasil da rede globo, o da rede globo é um pedaço da mentira do Brasil”. Naidson também parabenizou os agricultores e agricultoras pelas políticas públicas conquistadas através da organização popular, a exemplo do acesso às tecnologias sociais, assessoria técnica e extensão rural, habitação, entre outras.

A agricultora e líder comunitária Delzuíta Ferreira destaca a importância da organização e envolvimento da população na luta pelas políticas públicas e se orgulha de lutar a 50 anos pela melhoria de sua comunidade. “De pouquinho em pouquinho eu trago as coisas pra minha comunidade”, afirmou a agricultora.

No período da tarde a comemoração seguiu com o campeonato de futebol masculino e feminino com times das comunidades rurais. O dia em comemoração aos trabalhadores/as rurais já é festejo tradicional do município, organizado pelo STR de Remanso. De acordo com Beronice, “na semana do dia 25 a gente reivindica e comemora várias políticas que nós trabalhadores e trabalhadoras rurais conseguirmos conquistar... e os/as trabalhadores/as já tem essa data em seus calendários” pontua.

O dia da/o trabalhadora/o é comemorado no dia 25 de julho. A data foi instituída no decreto de Lei n° 4.338, no ano de 1964, e há 20 anos Remanso comemora a data na semana do dia 25 de julho.


Paróquia Nossa Senhora do Rosário - Remanso Bahia
Texto e Fotos: Comunicação Irpaa

 

Assine a nosso Email

Contate o nosso Email:

pascom.diocesejuazeiroba@gmail.com

Tema Campanha da Fraternidade 2017

"Biomas brasileiros e defesa da vida."