terça-feira, 4 de agosto de 2015

Diocese encaminha criação de casa terapêutica para dependentes químicos em Juazeiro

A dependência das drogas tem sido um dos maiores dramas que as famílias vêm enfrentando na sociedade. Em Juazeiro não é diferente. A situação torna-se ainda mais difícil pela dificuldade em se encontrar locais de prevenção e tratamento na região. No anseio de contribuir para a redução do problema, a Diocese de Juazeiro está trabalhando para a abertura de uma casa terapêutica para dependentes químicos. Uma das últimas atividades desenvolvidas foi a realização de uma série de encontros que reuniu autoridades religiosas e civis na última semana. Os encontros ocorreram nos dias 28, 29 (às 19h30) e 30 de julho (15h) no Centro diocesano de pastoral, próximo à Catedral, no centro de Juazeiro.

Os Padres Josemar Mota, Íbis Cassius e Isael Brito representaram a Diocese, que está à frente do projeto. Como convidado, estava presente o Pe. Tito Regis, natural de Juazeiro (e que atualmente trabalha em Maceió), contando com 23 anos de experiência na recuperação de jovens dependentes químicos. Também estavam nos encontros representantes das polícias, do poder executivo municipal e legislativo, profissionais da saúde mental e grupos da sociedade civil. Na programação ocorreram debates, onde se falou sobre a dependência química e os modos de trabalhar a prevenção, a intervenção e o tratamento de usuários de drogas.

“O objetivo desses encontros foi refletirmos sobre a realidade da dependência química na cidade de Juazeiro e o encaminhamento para a criação de uma casa terapêutica na cidade. Estamos na fase de busca e formação pessoas que queiram fazer esse trabalho na região. Esses três dias foi para que pudéssemos assumir esse compromisso em resgatar vidas”, relatou o Pe. Josemar Mota, pároco da Catedral-Santuário N. Sra. das Grotas.


O padre juazeirense Tito Regis será uma presença importante na consecução do projeto. Atualmente ele é responsável por uma iniciativa semelhante na cidade de Maceió, que já conta com uma rede de 39 comunidades terapêuticas só na capital alagoense. “Mais de 70% dos que se aproximam dos nossos programas conseguem a superação da dependência química. Funcionamos apenas apoiados pela providência, através da ajuda de pessoas generosas e voluntários. Hoje quero trazer essa experiência à minha terra natal”, explica.




 

Assine a nosso Email

Contate o nosso Email:

pascom.diocesejuazeiroba@gmail.com

Tema Campanha da Fraternidade 2017

"Biomas brasileiros e defesa da vida."