quinta-feira, 23 de março de 2017

DIOCESE APRESENTA CAMPANHA DA FRATERNIDADE E PROBLEMAS ECOLÓGICOS NO DIA MUNDIAL DA ÁGUA

Seis anos de seca no nordeste, o risco de uma nova crise hídrica no Brasil e o São Francisco como um rio condenado à morte. Esses foram alguns dos problemas debatidos na coletiva de imprensa realizada pela Diocese de Juazeiro na manhã desta quarta-feira (22) na Catedral Santuário N. Sra. das Grotas, onde foi apresentada a Campanha da Fraternidade 2017. Na entrevista, o bispo Dom Beto Breis, o membro da Comissão Pastoral da Terra - CPT, Roberto Malvezzi (Gogó), e o Pároco da Catedral, Pe. Josemar Mota, apresentaram as reflexões e iniciativas da Igreja sobre o tema da Campanha "Biomas Brasileiros e defesa da vida".

Segundo o Bispo de Juazeiro, Dom Beto Breis, sem uma conversão comunitária e ecológica não é possível enfrentar os desafios dos tempos atuais. "Durante a Quaresma, tempo especial para nós católicos de preparação para a Páscoa, a Igreja faz a todos o chamado à conversão. Mas não só uma conversão pessoal, intimista. A verdadeira conversão deve passar também pela nossa relação com os outros e com a criação. Por isso existe a Campanha da Fraternidade, que neste ano nos pede uma conversão ecológica", explicou Dom Beto.




E de acordo com Roberto Malvezzi, especialista no tema Biomas e co-autor do texto-base da Campanha, uma conversão desse tipo é urgente. "Já são 6 anos de seca no nordeste, com chuvas insuficientes; no Brasil estamos em vias de uma nova crise hídrica. Tudo isso tem a ver com a destruição dos biomas, pois a vida é interligada. A destruição da amazônia e do cerrado tem sido fator responsável pela diminuição das chuvas, e isso afeta diretamente a caatinga e os afluentes do rio São Francisco. Muitos pesquisadores já definem o São Francisco como um rio condenado à morte", relatou.

Durante a coletiva, o Pároco da Catedral, Pe. Josemar Mota, apresentou as iniciativas da comunidade católica local para debater o problema. No próximo domingo (26), será realizada uma Caminhada Ecológica na cidade, sendo iniciada na igreja matriz N. Sra. de Fátima no bairro Alto da Aliança, a partir das 8h. "No dia primeiro de abril teremos a tradicional Caminhada da Penitência, onde trataremos também do tema da campanha”, explicou o padre. 




Além de grandes eventos, segundo Dom Beto, o tema da preservação dos biomas ainda é estudado em celebrações, catequeses e encontros de grupos menores, com materiais preparados pelas dioceses da Bahia e Sergipe.

Um apanhado geral desta coletiva e mais sobre o tema da Campanha você poderá conferir no primeiro programa Vivendo a Palavra de 2017, que será lançado no próximo domingo (26) no canal da Diocese no Youtube, no nosso site e em nossas redes sociais.




Texto: Mirrail Menezes
Fotos: Geânia Rocha

 

Assine a nosso Email

Contate o nosso Email:

pascom.diocesejuazeiroba@gmail.com

Tema Campanha da Fraternidade 2017

"Biomas brasileiros e defesa da vida."