terça-feira, 18 de julho de 2017

LIVRO DE DOM BETO BREIS É LANÇADO NA CATEDRAL DA SÉ DE SÃO PAULO. LANÇAMENTO EM JUAZEIRO SERÁ EM AGOSTO

O livro “Francisco de Assis e Charles de Foucauld – Enamorados do Deus humanado” foi lançado também na Catedral Metropolitana de São Paulo. A obra, escrita pelo Bispo da Diocese de Juazeiro, Dom Beto Breis, aborda duas grandes figuras da espiritualidade cristã e sua paixão comum pelo mistério da humildade de Jesus, manifestada na sua encarnação. O lançamento em Juazeiro está previsto para agosto.

O lançamento ocorreu logo após a Missa celebrada por Dom Beto e concelebrada pelos padres da catedral Luiz Eduardo Baronto e Padre Helmo Cesar Faccioli, na tarde da última sexta-feira (14). O evento reuniu muitos fiéis e religiosos, que prestigiaram a novidade editorial e a presença do autor.
Segundo Dom Beto, Francisco de Assis e Charles de Foucauld tiveram como ideal de vida a imitação de Cristo “que existindo em condição divina, não se apegou ao ser igual a Deus, mas despojou-se, assumindo a forma de escravo e tornando-se semelhante ao ser humano” (Fl 2,6-7). O autor apresenta em Francisco o modo apostólico de seguir Jesus e em Charles a vida oculta de Jesus de Nazaré.
O livro está dividido em três partes. A primeira aborda o tema “Confronto e diálogo entre as duas espiritualidades”, em que Dom Beto apresenta a compreensão que Charles de Foucauld tinha de São Francisco e os pontos de contato específicos de cada um. A segunda parte reflete sobre a “mística” da encarnação em Charles de Foucauld, como ela se desenvolve e suas consequências. Por fim, a terceira parte fala da “mística” da encarnação em Francisco de Assis.
Dom Beto conta que a obra nasceu de sua dissertação de mestrado em Espiritualidade pela Pontifícia Universidade Antonianum de Roma. A inspiração em Francisco de Assis sempre estivera presente em sua caminhada na Ordem Franciscana; mais tarde, ao participar da beatificação Charles de Foucauld em 13 novembro de 2005, o bispo passou a conhecer de perto os escritos deixados pelo místico.
“Preparando-me para a beatificação adquiri a primeira biografia de Charles de Foucauld, escrita por René Bazin, e fiquei impressionado com seu entusiasmo e paixão diante do mistério da encarnação, de um Deus que se faz pequeno – inclusive, de modo muito semelhante a Francisco”, afirma.
O bispo ressalta que o encontro que acontece entre esses dois homens de tempos tão diferentes interpela os homens e as mulheres de hoje, revelando como este mistério era contemplado e celebrado por eles, como marcou a vida de ambos e como influenciou seu jeito de se relacionar com o mundo.
“O livro contribuirá para a espiritualidade de leigos e consagrados. Papa Francisco pede uma Igreja despojada, seguidora de Cristo. Os dois mostram esse encontro. A leitura é indicada para os religiosos e cristãos em geral, que querem conhecer duas figuras que mostram que é possível viver o Evangelho. Desejo que os dois sejam mais conhecidos e possam inspirar os cristãos do século XXI”, auspiciou.

Dom Beto foi nomeado bispo pelo Papa Francisco em fevereiro de 2016. É mestre em Teologia com especialização em Espiritualidade pela Pontifícia Universidade Antonianum de Roma.
Texto e Fotos: Paulus SP | Adaptação: Pascom diocesana

 

Assine a nosso Email

Contate o nosso Email:

pascom.diocesejuazeiroba@gmail.com

Tema Campanha da Fraternidade 2017

"Biomas brasileiros e defesa da vida."